quinta-feira, 20 de maio de 2010

Longstride: Rise, and rise again...



Ontem foi noite de cinema, como é o dia mais barato no Dolve Vita Tejo e as salas são novas, rende muito! Lá fui eu e a minha adorada mulher á sessão das 21h30 com alguma espectativa, principalmente da minha parte pois sou grande fan do Robin Hood "Prince of Thieves" com o Kevin Costner e Morgan Freeman (e sou ainda mais fan do Robin hood "Men in Tights" do Mel Brooks, mas isso é outro campeonato), mas por outro lado sabendo que o filme era realizado pelo Ridley Scott e com o Russel Crowe no papel principal, tranquilizou-me!Li umas quantas coisas em relação ao filme e soube que era uma historia um pouco diferente do que estavamos habituados... e depois de ler mais umas coisas sobre o Robin Hood percebi o porque de alguns factos e muitas coisas que se passaram no desenrolar do filme passaram a fazer sentido para mim!

Trocaram a personagem do Robin romântico e sábio por um mais duro e eloquente. Lady Marion também deixou de lado a personagem ingénua e frágil e passou a ser uma mulher mais velha e valente capaz de lutar ao lado de qualquer homem (coisa que na época não me parece que fosse possível de acontecer). O filme tem uma fotografia muito boa e uma história capaz de nos agarrar á cadeira sempre á espera da próxima cena. Dialogos bem construidos e frases que nos ficam na cabeça, que apela á liberdade de uma sociedade oprimida pelo estado e pelos impostos em vigor a mando de um ingénuo Rei João (irmão de Ricardo Coração de Leão), e que em certos aspectos se pode aplicar aos dias de hoje! Puseram um novo vilão, Godfrey, em vez do Xerife de Nottingham que neste caso é uma personagem meio cómica, e resultou na perfeição dando origem a um enredo muito bom.

Não achei grande piada ao facto de a história do Rei Ricardo ser diferente do que estamos habituados e baralhou-me um pouco o uso do nome Loxley neste filme... mas isso já são pormenores com menos importância e que por um lado até dão um rumo diferente ao filme. 

Por ultimo as batalhas são realmente fenomenais, nada a que Ridley Scott já não nos tivesse habituado e Russel Crowe assenta que nem uma luva nestes papeis de guerreiro, muito ao estilo de Gladiador. Pontos extra também para Mark Strong pois soube lidar muito bem com o papel de vilão mais uma vez, o que rouba bastante do protagonismo de Robin Hood como personagem principal. E não posso esquecer Max von Sydow (famoso pelo papel de Padre em O Exorcista) que faz o papel de Sir Walter Loxley, tão bem interpretado que sentimos logo grande empatia pela personagem e nos deixamos envolver pelos seus diálogos.

Aconselho a todos a ver o filme, é dinheiro bem gasto!

Nota: 7.5/10


Rise, and rise again. Until lambs become lions.

1 comentário:

vanessa disse...

opaaaa obrigada :) mesmo!
em relaçao a este filme nao me parece que va ao cinema ve-lo,porque nao sou grande fa deste estilo de filmes.adorava o Robin quando era pequenita, mas fora isso nada mais. mas acredito que seja um bom filme!
beijinhoooos*